É por causa deste alimento que toda a vida roncasse! Elimina-o da sua alimentação!

Toda a vida ressonaste devido a este alimento que faz parte da tua alimentação do dia a dia. Elimina-o da tua alimentação, e vais deixar de ressonar, assim como notar outras diferenças na tua saúde e no teu bem-estar.


Dormir um sono profundo e regenerador é benéfico e ajuda a enfrentar o dia com a quantidade certa de energia e concentração. No entanto, se roncas, quem vive contigo poderia ter sérios problemas a conseguir uma noite de sono tranquila!

Quem tem um parceiro que começa a roncar apenas toca na almofada, e vai em frente toda a noite, sabe do que estamos a falar: daquele ruído contínuo e irritante que, noite após noite, torna difícil cair no sono ou apenas relaxar.
Obviamente, quem ronca, não percebe esse problema porque não podem ouvir o som que ele próprio emite, mas para aqueles que partilham o quarto com ele, tudo isso pode se tornar um verdadeiro pesadelo.

Nem todos roncam da mesma maneira: há aqueles que roncam apenas esporadicamente, talvez, dependendo da posição, mas existem aqueles que o fazem regularmente (e inconscientemente).

Deve ser dito também que o problema é mais prevalente entre homens do que mulheres e entre as pessoas que estão acima do peso e que é uma tendência que também pode aumentar com a passagem dos anos.



Mas por que roncamos?

As causas são devidas à uma obstrução das vias aéreas de gravidade variável. E se quem ronca aparentemente parece estar em um sono profundo, na verdade não é assim porque o sono é interrompido várias vezes, impedindo um bom descanso: se chama de apneia obstrutiva do sono.

Ao longo prazo, esse problema pode causar doenças mais graves, como acidentes vasculares cerebrais, diabetes ou ataques cardíacos. Na verdade, os roncadores devem permanecer atentos com estes riscos e considerar o problema como um alerta.

Foi demonstrado, de facto, que em indivíduos que sofrem de diabetes ou problemas cardíacos aumenta a frequência da apneia do sono, de consequência o roncar e, em seguida, a escassa qualidade do descanso, que leva a um sentimento de fadiga e exaustão durante o dia e uma diminuição da capacidade de concentração.

Para evitar isso, é sempre melhor consultar o seu médico para tentar encontrar uma solução adequada para parar de roncar, e para desfrutar um sono mais profundo e mais repousante, e para salvaguardar a saúde. E, enfim, como um favor para a pessoa que dorme de lado.

Ultimamente, porém, foi exposta uma nova teoria sobre as causas do roncar, desta vez de tipo alimentar. É isso mesmo, parece que fazer algumas mudanças na sua dieta pode ajudar a roncar menos.

A base desta descoberta é um estudo do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, no Brasil, que afirma que consumo excessivo de sal pode causar a retenção de água e o inchaço dos tecidos. Desta forma, especialmente devido ao facto de que quando estamos deitados ocorre uma compressão dos tecidos e dos músculos do pescoço, se reduz o espaço pelo qual passa o fluxo de ar através do canal respiratório, favorecendo assim o roncar.

Os pesquisadores, para provar a sua teoria, fizeram uma experiência em 54 pacientes que tomaram um comprimido diurético que, depois da primeira semana de tratamento, causou uma redução no número de apneias do sono.
De consequência, os pacientes apresentaram uma tendência a roncar menos. Este comprimido, através da diurese, fez em maneira que o corpo podesse expulsar a quantidade de sódio em excesso, com a consequência de esvaziar os tecidos, mesmo aqueles do pescoço e favorecer o espaço no interior do canal e, de consequência, a respiração não resultou difícil e barulhenta.

À luz desta pesquisa interessante, portanto, vale a pena fazer uma tentativa. Reduzir o consumo de sal na mesa é possível, com um pouco de cuidado e consequentes benefícios para a saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...