Os pais deixaram este bebê em um parque com um bilhete. 4 anos depois, o coração da mãe dispara.

Em uma primavera de 2012, um inspetor de segurança em Ningbo, na China, descobriu algo incomum: um bebê recém nascido havia sido deixado em um parque com um bilhete que dizia: "Nós te imploramos, por favor, salve esta pobre criança. "


A nota explicava que o menino era surdo. Sua família o abandonou porque era pobre demais para cuidar dele.

O pequeno foi levado para um orfanato. Sendo surdo, o menino terminou crescendo mais isolado das outras crianças.




Mas a milhares de quilômetros de distância, uma foto fez o coração de uma jovem mãe disparar. Os americanos Molly Sano e seu marido, queriam adotar uma criança há muito tempo. Em 2 de outubro de 2014, os Sanos voaram para a China para conhecer o bebê.



Durante o primeiro encontro deles no orfanato, o pequeno de dois anos começou a chorar, mas quando Molly o pegou no colo, ele rapidamente se acalmou e sorriu. Ele parecia se dar conta de que aquela mulher se importava com ele. "Foi amor à primeira vista", se lembra Molly. A adoção foi concedida e os Sanos levaram o menino com eles para casa. Eles lhe deram o nome de Bennett.



Bennett está em boa mãos com a carinhosa família Sano, pois Molly é professora de linguagem de sinais e seu marido também é surdo. No início, eles só conseguiam entender o menino através de seu choro, mas em três meses, ele já podia formar frases complexas nesta linguagem. E a filhinha do casal, Mila, já está super apegada ao irmão adotivo também. As duas crianças são como "irmãos gêmeos", diz a mãe, contente.



Mas um diagnóstico nublou a sorte da família. Bennett sofre da Síndrome de Usher, que, junto com a surdez, é associada também à cegueira progressiva. Quando estiver com 20 anos, Bennett já estará completamente cego. Mas Molly quis garantir que seu filho não aprendesse sobre suas raízes apenas em palavras, ela queria que ele visse por si mesmo, antes de perder a visão. Por isso, em janeiro de 2016, mãe e filho viajaram para Ningbo, para conhecer a mãe biológica dele. Quando ela viu seu filho novamente, ficou triste e feliz ao mesmo tempo. Mesmo tendo que dar o seu filho, ele recebeu a vida que ela sempre desejou para ele. Quando eles se despediram novamente, as duas mães se abraçaram emocionadas.



A história de Bennett não é única. Na China é proibido para os pais darem seus filhos para adoção, e por isso, muitos são simplesmente abandonados. Bennett realmente foi incrivelmente sortudo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...