POR QUE MUITOS ASSENTOS DE BANHEIROS PÚBLICOS TÊM UM ESPAÇO NO MEIO? MENOS MAL QUE EXISTEM!




A cada vez que utilizamos um banheiro público em um centro comercial, um cinema ou um bar, tomamos cuidado para nada nos encostar na pele, pensando em que tipo de bactérias ou germes podem nos atacar. Mas, até que ponto podemos realmente adoecer por entrar em contato com o vaso sanitário? A falta de higiene é descrita pela OMS como um dos principais fatores de risco para a aquisição de doenças infecciosas.

Colocando essa informação isso no contexto da utilização de banheiros públicos, fica fácil entender porque todas essas ideias disparatadas de contágio nos venham à cabeça, pensando que as condições de limpeza necessárias talvez não sejam as mais adequadas, pois esse banheiro pode ter sido usado por centenas de pessoas durante o dia, mesmo que tenha sido desinfetado.

A superfície de um banheiro sujo pode chegar a se converter em local favorável, onde os microrganismos encontram as condições necessárias de umidade e temperatura para poderem crescer e se desenvolver. As principais colônias desenvolvidas são as dos micrococos, estafilococos e estreptococos… que são os campeões de resistência.

O que é melhor? Não se sentar no assento de um banheiro público ou fazê-lo colocando papel na tampa? Pois bem, o melhor sempre é NÃO se sentar, ou evitá-lo o máximo possível. Pode haver quem coloque plásticos sobre a superfície do vaso ou o seca com papel. Isso pode evitar se molhar, mas não elimina possíveis microrganismos que já estejam ali situados e, ademais, nem sempre há plásticos disponíveis.

Portanto, se entramos em um banheiro que esteja realmente sujo e descuidado e, ainda por cima, possa ter sido usado por um doente padecendo de uma grave infecção intestinal, as probabilidades de pegarmos uma infecção, aumentam, sobretudo se não guardamos as mínimas condições de higiene nesses casos. Grande parte das infecções intestinais são transmitidas por via digestiva, por alimentos contaminados ou pela sujeira das mãos.

O que não se deve esquecer nunca e de lavar as mãos antes de sair do banheiro e, na medida do possível, puxar a descarga com a tampa FECHADA, pois quando não se faz isso ocorre um spray de dispersão de germes por toda a região. Devemos levar em conta que, segundo estudos, a privada é uma das superfícies mais limpas do lugar, muito mais limpa que nosso celular, a tábua de cozinha, a escrivaninha ou o pano de louça, o rei dos micróbios.



Voltando ao tema dos banheiros públicos, muito provavelmente já viram algumas tampas de vaso sanitário um pequeno espaço no meio, dando à tampa um formato de U. É algo que chama a atenção, porque na maioria dos lugares não se encontra essa abertura. A resposta é bastante simples, mas nunca é demais recordá-la, bem como algumas regras básicas de higiene que não devemos esquecer.

Trata-se de uma simples questão de higiene. As tampas em formato de U dão mais espaço para a zona das partes íntimas, portanto, possibilitam menos contato com o material, evitando assim a transmissão de bactérias e doenças. Ademais, deixando esse espaço disponível é menos provável que alguns homens sujem essa área com urina.

Também, as mulheres que já urinaram e optaram por se sentar na tampa (mesmo que isso não seja recomendável) têm quantidade maior de espaço para poderem limpar suas partes íntimas, evitando o contato da mão com o plástico.

Outro benefício é que as tampas de vasos sanitários em formato de U são mais baratas na fabricação, o que diminui consideravelmente a probabilidade de que sejam roubadas.

Atenção: não se esqueça de lavar as mãos depois de fazer suas necessidades e dê sempre a descarga com a tampa do vaso abaixada, assim evitará a inalação de todo tipo de micróbios e bactérias. Há coisas muitíssimo mais sujas que uma privada, apesar de acharmos que não.



Não se esqueça de compartilhar o artigo com seus familiares e amigos.


Via: Para os Curiosos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...